Androides sonham com ovelhas elétricas? – Philip K. Dick

androides-sonham-com-ovelhas-eletricasUm filme que marcaria a história do cinema de ficção científica estava prestes a ser lançado quando Philip K. Dick veio a falecer. Tratava-se de Blade Runner, um filme dirigido por Ridley Scott que não foi tão bem sucedido assim nos cinemas, mas que após alguns anos teve seu merecido reconhecimento, se tornando um clássico pulp.

Philip K. Dick estava extremamente empolgado com a estreia, já que esse mesmo filme era não exatamente uma adaptação, mas uma obra baseada e nascida por causa de seu livro Androides sonham com ovelhas elétricas?. Infelizmente, ele acabou não conferindo o produto final completo.

O livro conta a história de Rick Deckard, um caçador de recompensas vivendo em um futuro distópico no Planeta Terra, onde veículos voadores, cidades devastadas, androides e habitantes remanescentes convivem juntos. A maior parte da população não vive mais por aqui, foram todos transferidos para uma colônia em Marte.

A decadência do cenário é visível e identificada pela vida comum e frustrada de Deckard. Ele atualmente trabalha para a polícia local “aposentando” androides perigosos e tem, como principal sonho, a ambição de comprar um animal de verdade, algo muito incomum no mundo atual, já que sua ovelha elétrica de estimação o envergonha além de dar alguns problemas. Rick, então, vê a oportunidade de realizar seu sonho quando é chamado para neutralizar seis androides Nexus-6, os mais avançados da atualidade, utilizando um novo teste de detecção, que poderão render um bom dinheiro para comprar seu prêmio tão sonhado.

416258-philip-k-dick-philip-k-dic-k-and-ridley-scott
O diretor Ridley Scott, à esquerda, e o autor Philip K. Dick, à direita.

Este é um dos poucos livros que li após assistir ao filme, geralmente eu evito fazer isso por mais difícil que seja, mas isso acaba não importando muito. Claro que o plot das duas obras é bem parecido, mas a história e os dramas apresentados são bem diferentes.

O universo que vemos no filme retrata bem o que senti ao ler o livro. Uma Los Angeles devastada em todos os aspectos, um ambiente underground e extremamente surreal, com pessoas que acabam não possuindo mais emoções reais, já que podem alcançar tudo eletronicamente.

Rick é um personagem muito crível, tomando atitudes que você na maioria das vezes concorda, mas acho que o personagem principal do livro é o mistério. Não são poucas as vezes em que o livro apresenta um enigma quase sem saída e te impressiona depois. Não preciso dizer também que Philip K. Dick é um aclamado escritor de ficção científica de uma época áurea do gênero, mas como foi o primeiro que li do autor, e um dos poucos sci-fi que já li, não tem como não se ficar admirado com as soluções que ele dá para diversas situações.

Cena do filme Blade Runner, protagonizado por Harrison Ford.
Cena do filme Blade Runner, protagonizado por Harrison Ford.

Outra personagem interessante é Rachel, uma bela moça que é a responsável pelo desenvolvimento desses novos androides na empresa de tecnologia Tyrell, e que parece saber mais do que diz a Deckard. Os diálogos entre ambos são outra atração à parte. Aliás, os todos os diálogos do livro são muito bem trabalhados; o que também demonstra ser uma característica do autor.

A versão que li foi a republicação da Editora Aleph e, o que dizer? Está incrível como a grande maioria das coisas que a Aleph faz. Juro, eles não me pediram pra fazer essa resenha e nem me pagaram pelos elogios, mas a Aleph tem feito um trabalho primoroso há algum tempo, e este com certeza é um deles. Além de uma edição linda e bem diagramada, a publicação possui um conteúdo exclusivo: a última entrevista dada por Philip K. Dick antes de falecer, que revela muitas facetas e loucuras do autor, além da expectativa com o lançamento de Blade Runner que citei no início. A capa também é fantástica, com um design que acompanha a série de relançamentos dos livros de Dick que a Aleph fez, e que é lindo.

Cena do filme que retrata o universo de Blade Runner.
Cena do filme que retrata o universo de Blade Runner.

Recomendo Androides sonham com ovelhas elétricas? com toda certeza, não apenas para você que ama literatura de ficção científica (aliás, tenho certeza que se você é um desses já leu) mas para todo mundo que queira se aventurar no tema ou que acha meio complicado; é um livro fácil de ler, lindo, com uma história incrível e que você vai gostar, sem dúvidas. 🙂

 

Nota: 8,5/10

Anúncios

2 comentários em “Androides sonham com ovelhas elétricas? – Philip K. Dick”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s