Batman: A Piada Mortal – Alan Moore, Brian Bolland

Falar de um clássico é sempre difícil. Se for de A Piada Mortal, pra mim, é ainda pior. Você já deve ter ouvido falar dela, mas eu confesso que só fui parar pra ler essa hq fantástica agora, depois de adulto. E acho que toda essa demora não foi de todo ruim. Aliás, muito pelo contrário, porque me fez entender e refletir muito mais, me proporcionando uma experiência ainda melhor.

Primeiro, se você ainda não leu, precisa saber que o quadrinho escrito por Alan “Gênio” Moore e lançado em 1988 não é pra qualquer um. Não por trazer um texto difícil ou uma história mais densa, mas porque toda a trama é carregada de um peso e uma melancolia características, que se tornaram referência para muitas outras obras seguintes.

A Piada Mortal traz um enredo que foca menos no herói, o Batman, para nos relatar a origem de seu vilão mais icônico, o Coringa.

Todas as experiências vividas pelo psicótico personagem são mostradas, nos dando assim um background de como ele chegou a ser o tipo de pessoa que é hoje, revelando seus medos e descobrindo suas intenções.

Coringa tem uma certeza em sua mente: “um dia ruim na vida de um homem é a linha que separa a sanidade da loucura”. O vilão tenta então convencer a todos de seu pensamento, proporcionando ao Comissário Gordon o pior dia de sua vida.

Na versão que li, um relançamento feito pela Panini Comics, Brian Bolland recoloriu toda a revista, o que reforçou ainda mais o clima psicótico da narrativa. Dá pra sentir em cada página toda a maldade do personagem, resultando ao mesmo tempo em uma leitura forte e reflexiva.

O desenvolvimento da história é adulto e lida com temas polêmicos como estupro e violência, já característicos do vilão. Como se não bastasse tudo isso, o final faz você refletir, reler, interpretar e querer recomendar ao primeiro amigo que aparecer pela frente.

Um clássico incrível como esse não poderia receber outra nota. 5/5 com méritos, principalmente ao Alan Moore, que nos mostra uma performance em escrita de roteiro invejável, tão desenvolvida e séria que o coloca no patamar dos maiores de todos os tempos. Sem exageros.

Anúncios

2 opiniões sobre “Batman: A Piada Mortal – Alan Moore, Brian Bolland”

  1. Fiquei muito curiosa pra ler essa HQ, saber um pouquinho mais sobre o Coringa! Adorei suas resenhas, são muito bem escritas e desenvolvidas! Muito sucesso pra você e para o Estação Literária da qual já sou fã!

    1. Oi Monique. Procuro usar um pouco da expertise de redação, já que trabalho com isso, para trazer um conteúdo legal, bem desenvolvido e com boa escrita.
      Obrigado pelo comentário. Continue acompanhando o Estação.

      Bjão! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s