A MENINA QUE PENSAVA DEMAIS – TATI BERNARDI

ISBN: 9788598903170
Editora: Seoman
Ano de lançamento: 2010
Páginas: 35
Nota: 2/5
COMPARE PREÇOS

Ser aceito pelo mundo, aceitar a si próprio, se sentir incluído, pare­cer alguém de verdade. Quem não vive ou já viveu esse dilema? Um ET, talvez. Porque Joana, personagem que nasceu na cabeça de Tati Bernardi e escreveu este diário, vive em seu dia a dia o drama de se sentir diferente. Igualzinho às outras meninas da sua idade. Como na obra-prima Flicts, de Ziraldo, ou como em O Estrangeiro, de Camus, temos aqui a história de uma pessoa que tenta encontrar o seu lugar neste mundo. E, em sua trajetória, às vezes pensa que não é deste mundo. Ou que este mundo não tem lugar para ela. Que o mundo seja generoso com Joana e com todas as outras pes­soas que nasceram aqui na Terra. Tão generoso quanto Tati está sendo, ao dividir os segredos de Joana com a gente. 

Eu trouxe este livro da Bienal por um simples motivo: sou redator publicitário e fiquei interessado em saber como é o estilo da autora Tati Bernardi em seu livro, endereçado a meninas adolescentes, A Menina que Pensava Demais – Diário de uma ET.

Como boa publicitária, Tati teve bom gosto na composição da capa e me agradou bastante mas, como um livro não pode ser julgado só pela capa, vamos analisar a história. Ou melhor, o diário.

O livro é composto como um diário/agenda onde a personagem Joana adiciona os acontecimentos vividos. Seja no dia ou num passado próximo. Ficou nítida uma intenção também educacional, de falar um pouco de sexualidade para meninas que não sabem lidar com isso.

Mas, após a última página, fiquei esperando mais. Acho que não teve história no livro, apenas uma porção de acontecimentos imaginados, com adição dos mesmos personagens e fim. Realmente não gostei.

A menina que pensava demais só pensa e nada mais.

Outra coisa que chamou a atenção foi a adição de detalhes excessivos, principalmente sobre assuntos que considero delicados para uma menina pré ou adolescente. E mais ainda, para os pais que a verem lendo essa parte do livro, com certeza haverá desaprovação.

Enfim, não gostei e não recomendo o livro. Pode ser que funcione, mas para mim os pontos a desejar são impactantes demais.

Se você gostou da resenha/post comente, compartilhe com seus amigos e e nos ajude a divulgar.
Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter para receber todas as informações sobre novos posts.

Anúncios

3 comentários em “A MENINA QUE PENSAVA DEMAIS – TATI BERNARDI”

    1. Olá Cah, tudo bem?
      Obrigado pelo aviso. É incrível, mas cada um sabe o que faz, né? Nem crio caso porque cada um tem sua consciência.
      E agradeço por você acompanhar o blog aqui. Beijão! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s